Trump quer ‘muro humano’ para comparecer à posse de Bolsonaro em janeiro

47

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), disse ontem (29) que existe a possibilidade do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, vir à sua posse no dia 1º de janeiro. Trump teria feito algumas exigências a Bolsonaro através de seu Conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton.

Trump sugeriu que seja criada uma “barreira humana” cercando o Congresso Nacional e Palácio do Planalto durante a cerimônia de posse. “Existe grandes chances de Mr J. Bolsonaro e eu sofrermos uma tentativa de atentado durante esse evento, a oposição no Brasil é cheia de ódio e muito resistente, por isso, devemos criar um muro de pessoas ali paradas”, argumentou o republicano.

Bolsonaro disse em entrevista coletiva ter recebido uma ligação via Facetime do presidente americano através do smartphone do Conselheiro de Segurança, “Na conferência ele se mostrou estar ansioso por essa possibilidade e que irá assistir à posse nem que seja por paperview”.