Todo aquele que tentar matar Bolsonaro será considerado louco, diz juiz

315

Foi expedido nesta sexta-feira (14), a internação por tempo indeterminado de Adélio Bispo, considerado com Transtorno Delirante Persistente, onde é inimputável, ou seja, não pode ser punido criminalmente.

A decisão se deu ao fato da tentativa de homicídio ser no presidente Jair Bolsonaro, que segundo o juiz Gilmar do Rosário, todo aquele que tentar tal façanha, deverá ser declarada a inimputabilidade do mesmo.

Durante o julgamento, Adélio voltou a dizer que se solto, cumprirá a missão de matar Bolsonaro.