Seis ministros que leram o plano anticrime de Moro são internados com princípio de infarto

57

O ministro Sérgio Moro apresentou essa semana o seu plano anti-crime, com pontos como confisco de bens de criminosos, prisão em segunda instância e flexibilizando o uso da legitima defesa por parte dos policiais e cidadãos.

Buscando conseguir apoio, Moro enviou cópias do seu plano na íntegra para os ministros do STF, para que esses pudessem avaliar e sugerir mudanças, o que o ministro da justiça não esperava foi a reação ao seu plano.

Seis ministros, incluindo Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Marco Aurélio de Mello, foram levados às pressas para o hospital do Coração de Brasília com princípio de infarto devido ao susto à proposta.