Quadro de Paulo Guedes é encontrado em gabinete de Tabata Amaral, aponta PDT

1310

O PDT decidiu nesta quarta-feira (17) abrir processo para decidir a punição aos oito deputados da sigla que contrariaram determinação partidária e votaram a favor da reforma da Previdência. O partido decidiu também que até o fim do processo os deputados ficarão suspensos de suas atividades partidárias.

O partido diz ter provas necessárias para o afastamento de alguns deputados, como o caso do quadro do ministro Paulo Guedes encontrado no gabinete da deputada Tabata Amaral (SP).

A deputada foi uma das que contrariam orientação do PDT e votaram a favor da reforma da Previdência.