Maus-tratos: Hacker reclama de falta de computador e celular em cela especial

2001

Após audiência nesta terça-feira, 30, com os quatro presos na Operação Spoofing, suspeitos de invadir celulares de autoridades o Ministério Público Federal (MPF) no Distrito Federal pediu instauração de inquérito para apurar os relatos de maus-tratos e se houve crime de abuso de autoridade.

Segundo o advogado de Walter Delgatti Neto, seu cliente reclama que a cela especial destinada a prisão temporária, encontra-se sem computador e seu celular para passar o tempo durante as investigações.

O juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal do DF, negou o pedido, mas concedeu a cópia dos depoimentos prestados, para que o MPF possa estudar um novo pedido.