Esquerdistas ficariam na linha de frente em suposta guerra pela Amazônia, diz Bolsonaro

197

O presidente, Jair Bolsonaro, disse hoje durante sua live, que esquerdistas seriam usados de “iscas”, em suposta guerra contra os Estados Unidos.

“Não foram eles que falaram que eu venderia a Amazônia para os estrangeiros, nada mais justo que eles sejam os primeiros a batalharem por ela.”

No fim de setembro, o então candidato Biden, durante um debate com o republicano Donald Trump, citou a questão ambiental no Brasil e disse que contemplava organizar um fundo internacional de 20 bilhões de dólares (R$ 108,4 bilhões) para ajudar o país sul-americano a proteger a Amazônia. No entanto, Biden advertiu que, se mesmo assim os brasileiros persistirem com o desmatamento, o Brasil poderá vir a sofrer consequências econômicas, sinalizando possíveis retaliações ou sanções. “Parem de destruir a floresta. E, se vocês não pararem, irão enfrentar consequências econômicas significativas”, disse Biden.

Bolsonaro torcia abertamente pela vitória de Trump nas eleições americanas e até agora não reconheceu Biden como vencedor.