Especialista da PF diz que vazamentos feitos por Glenn Greenwald são consequência de rosca frouxa

1252

A PF emitiu hoje o primeiro relatório preliminar sobre os vazamentos de conversas de personagens envolvidos na operação Lava-Jato.

Especialistas contratados pela empresa ProCyber Security, a maior do ramo de segurança virtual, deram o seu parecer e disseram que os vazamentos foram culpa de uma rosca frouxa no processo, que permitiu que os dados fossem seletivamente sendo vazados para o público.

Apesar de nada de incriminatório nas informações, o fato ainda gera desconforto pelo crime em andamento e pela tentativa de imputar crime no fato de um juiz falar com um procurador.