Dilma é hostilizada em Madrid e declara: “A França não é a mesma depois de Bolsonaro”

142

Hostilizada no aeroporto de Madri, Dilma Rousseff teve que ouvir gritos de “bandida” vindo de brasileiros que se encontravam no local, os gritos continuaram até que a polícia espanhola chegasse ao local.

Assim que os ânimos se acalmaram, a ex-presidente foi ao Twitter desabafar com seus seguidores:

Acabo de ser hostilizada no aeroporto de Madrid, fico sentida porque a França não tinha essa cultura até a eleição de Jair Bolsonaro no Brasil.

Apesar de atacar diretamente o presidente brasileiro, não houve resposta por parte do palácio do Planalto.