Dias Toffoli se confunde e manda justiça soltar homem que matou esposa em Lava Jato no MS

163

O presidente do STF, Dias Toffoli deu parecer favorável a soluta de Wellington Figueira Ramos, preso em flagrante após matar a sua esposa a tiros dentro de um Lava Jato no Mato Grosso do Sul.

Segundo fontes do instituto penal de Campo Grande, depois da soltura de Wellington o diretor da instituição recebeu uma ligação de Toffoli voltando atrás e ordenando a prisão do assassino.

Questionado sobre a decisão, o ministro alegou não ter relacionado o crime a assassinato, apenas concedeu a liberdade automaticamente ao ler “lava-jato” no processo.