De mudança, Lula rouba toalhas, shampoo e sabonetes da carceragem da PF em Curitiba

5102

Em transferência para o presídio de Tremembé, no interior paulista, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), tentou levar as toalhas, shampoo e sabonetes do seu antigo quarto para que pudesse negociar com outros presos por outros artigos.

O advogado de Lula diz que a atitude não pode ser caracterizada como roubo, e que os “mimos” seriam destinados aos novos companheiros de cela como um sinal de afeto, com a intenção de conquistar novas amizades.