Criminalização da Heterofobia entra em pauta no STF e deve ser discutida na próxima semana

453

O STF decide hoje sobre a criminalização da homofobia no Brasil, o que vem gerando polêmica sobre os limites da liberdade de expressão e o começo do que pode ser considerado homofóbico.

Em contra-partida, já está na fila para decisão do supremo também, o pedido de criminalização da heterofobia no Brasil, proibindo o uso de termos como “sai hetero”, “hetero nem é gente”, assim como rotulações proferidas contra essa parte da população.

A criminalização é bem vista pelo presidente Jair Bolsonaro, assim como pelas lideranças partidárias de centro-direita no governo.