Contran acaba com obrigatoriedade e simuladores serão doados a pessoas que não dão seta

555

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) decidiu nesta quinta-feira (13) que o uso de simuladores na formação de motoristas não será mais obrigatório.

A mudança, que havia sido defendida pelo presidente Jair Bolsonaro em fevereiro, começa a valer em 90 dias. As escolas irão descartar os simuladores instalados, A ONG “Sem Educação no Trânsito Abençoado” (SETA), que possui filiais em mais de 130 cidades, ficará responsável pela coleta e capacitação dos motoristas habilitados que ainda não aprenderam a usar a alavanca localizada à esquerda da caixa de direção.

Em nota, Bolsonaro comemorou a medida dizendo que trouxe mais benefício do que o esperado, que é reduzir a burocracia e baixar, em até 15%, o custo para tirar a CNH.