Caso Flávio Bolsonaro: “É possível gastar 21 mil em chocolate”, diz especialista.

3063

O Ministério Público do Rio de Janeiro questionou recentemente a compra de 21 mil reais em chocolate na loja de Flávio Bolsonaro pelo Policial Militar Diego Sodré de Castro Ambrósio.

Questionada pelo Jornal Nacional, a especialista em chocolates Sâmia Bonfim, alegou que, sim, é possível gastar esse valor em chocolates num período de três anos ou até menos e que o MP está equivocado no caso.

“Concordo com a investigação contra esse miliciano neoliberal anti-minorias, hétero, opressor e branco do Flávio, mas diante da alegação de que 21 mil é um valor discrepante, discordo totalmente.”

As investigações sobre o caso Flávio Bolsonaro e seu ex-assessor Fabrício Queiroz seguem no RJ.