Bolsonaro dá porte de arma a jornalistas para atirar na imprensa alegando legítima defesa

67

Jair Bolsonaro assinou ontem decreto que garante o direito ao porte de armas para jornalistas, advogados e políticos.

O plano faz parte de um pacote de projetos que visa viabilizar o tiro esportivo contra jornalistas e advogados da esquerda, sendo que a partir do momento que esses possuam porte de armas, qualquer disparo realizado por Jair Bolsonaro, se torna um possível ato de legítima defesa.

O presidente vem treinando desde a sua visita a Israel e se diz preparado para atingir um jornalista da Folha a 500m de distância.

O decreto entrou em vigor ontem mesmo, no momento da assinatura.